Se há uma palavra que resume bem o que as empresas buscam quando pretendem trilhar para valer o caminho da rentabilidade ela é eficiência.

Um dos grandes aliados para que se alcance esse objetivo – que tem como princípio fundamental fazer mais utilizando menos recursos humanos e financeiros – é adotar um processo bem-sucedido de terceirização.

Quando isso acontece é possível fazer com que a companhia economize dinheiro sem perda de qualidade. Outro ponto decisivo que a implantação de um processo criterioso de terceirização traz é a necessidade constante de que a organização defina com clareza seu foco.

Ao delegar a uma prestadora especializada serviços que envolvam, por exemplo, limpeza e manutenção, a companhia pode dar foco ao que é o seu negócio – ser competitiva e obter destaque dentro de seu setor de atuação.

Para abrir esses caminhos e permitir que os clientes possam se concentrar em seus negócios, a JLL conta com a área de Gerenciamento Integrado de Facilities.

Ela é responsável por oferecer um amplo pacote de serviços a empresas que têm como política terceirizar todas as atividades que não integram seu core business.

É o caso da MSD, uma das líderes globais em produtos farmacêuticos.

No âmbito internacional, a empresa é atendida pela JLL desde 2010, quando foi assinado um contrato de parceria nos Estados Unidos. No Brasil, a equipe de Gerenciamento Integrado de Facilities atende a MSD há praticamente dois anos, desde março de 2011.

Por aqui, os serviços oferecidos, que incluem, entre outros, limpeza, copa, recepção, manutenção predial, controle de pragas, expedição, portaria, monitoramento e jardinagem, são distribuídos entre quatro unidades da MSD no país.

A sede da MSD está localizada na Chácara Santo Antônio e é composta por dois edifícios que, juntos, são ocupados por aproximadamente 600 pessoas. A fábrica de medicamentos, com 36 mil metros quadrados construídos, fica em Sousas, próximo a Campinas, no interior de São Paulo. E o escritório de mil metros quadrados da Divisão de Saúde Animal está localizado na Avenida das Nações Unidas, na Marginal do Rio Pinheiros.

Estrutura

A conta da MSD no Brasil é atendida por oito funcionários diretos da JLL da área de Gerenciamento Integrado de Facilities. Outros cerca de 150 prestadores de serviços terceirizados compõem essa equipe comandada por Gerson Gonzalez, para quem a experiência bem-sucedida da MSD pode ser utilizada como exemplo por empresas de todos os portes que desejam adotar uma terceirização de boa qualidade.

É preciso ter consciência e maturidade para entender que, para agregar de fato, a terceirização precisa não apenas reduzir custos, mas também melhorar processos e trazer uma gestão moderna e profissional”, acredita.

Gonzalez observa que, embora o processo de cortes de custos e negociação com fornecedores possa não mostrar resultados imediatos, representará economia real em períodos mais longos.

“Para um contrato de cinco anos, estipularam-se metas de economia bastante agressivas e elas estão sendo sido rigorosamente cumpridas.”

Ricardo Oliveira, responsável pela área de Facilities da MSD, afirma que a intenção de passar a contar com os serviços da JLL em outras plantas industriais tem como pano de fundo superar um grande desafio.

Reduzir custos nas unidades fabris é algo bem mais complexo do que em escritórios comerciais. Os escritórios estão totalmente voltados para vendas e geração de receita, por isso não priorizam o corte de gastos com estas atividades. Já nas fábricas, que contam com orçamentos enxutos e constantes iniciativas de redução de custos, esse processo é desafiador”, compara.

Oliveira ressalta, porém, que a economia não é o único fator relevante quando se escolhe trabalhar com esse tipo de estrutura de terceirização.

“Para a MSD, além da redução de custos e de poder se concentrar em seu negócio, a grande vantagem de contar com o gerenciamento integrado de Facilities é que ele garante uma padronização de processos para a companhia.”

Sinergia

Atualmente, o Brasil representa 40% da receita administrada pela área de Gerenciamento Integrado de Facilities da JLL na região do Cone Sul.

Gerson Gonzalez explica que, além de colocar em prática um conjunto diversificado de serviços, a área consegue interagir com outros departamentos da companhia, oferecendo outras soluções imobiliárias para o cliente.

Essa sinergia pode ser comprovada, por exemplo, quando se observa outros trabalhos realizados para a própria MSD.

A busca pelo imóvel localizado na Avenida das Nações Unidas, na Marginal do Rio Pinheiros, onde fica a Divisão de Saúde Animal da MSD, foi realizada pela área de Representação de Ocupantes da JLL.

Para que pudéssemos viabilizar a locação neste edifício foi necessário grande empenho na negociação junto ao locador para trazer ao cliente condições comerciais favoráveis”, lembra Yara Matsuyama, analista da área de Representação de Ocupantes.

“Após algumas rodadas de negociação, obtivemos junto ao locador uma redução de 12% sobre o valor de aluguel inicialmente proposto. Com isso, a Animal Health (Divisão de Saúde Animal) fechou um excelente negócio em um dos edifícios mais modernos de São Paulo.”

A área de Vendas & Investimentos é outra que tem sido bastante demandada pela MSD. Os profissionais do departamento foram contratados em março do ano passado para viabilizar a venda da antiga planta industrial e escritório da Divisão de Saúde Animal da MSD localizada em Cotia, região metropolitana de São Paulo, cujo terreno mede aproximadamente 50 mil metros quadrados.