Poder ser uma rede de farmácias, de supermercados ou de agências bancárias, uma cadeia de lojas de móveis ou de revendas de carros. Na hora em que é preciso ampliar o número de unidades, mudar de endereço ou modificar a identidade visual da marca, o melhor é contar com a ajuda de quem sabe fazer.

Temos muita experiência e um processo estruturado, que chamamos processo multi sites, para a gestão da instalação de unidades de varejo da mesma empresa em várias localidades, que podem ser na mesma cidade ou até em diversas cidades do país. Contar com essa ajuda especializada agiliza o trabalho, permite ter previsibilidade, ganhos de escala e controle de custos e prazos. E assegura a padronização e qualidade do resultado final”, afirma Edison Greca, gerente de projetos da JLL.

Segundo ele, a equipe é formada por um time de especialistas focados nas diversas fases e demandas que um projeto dessa natureza envolve.

Greca destaca que uma das principais dificuldades para quem não é do ramo é dimensionar corretamente custos, prazos e recursos necessários. “Antes de começar as obras, oferecemos ao cliente uma clara estimativa de custos e prazos, o que garante a ele maior tranquilidade, sem que tenha de desviar seu foco do negócio.”

Se o cliente desejar, a JLL pode inclusive, por meio da equipe de Transações, ajudá-lo na prospecção e negociação de imóveis prontos que possam ser customizados para as necessidades específicas do futuro ocupante.

Temos ainda, em outra área da nossa empresa, uma equipe que, se for o caso, pode negociar com investidores para que os imóveis sejam construídos para um contrato de locação de longo prazo”, explica Greca.

O escopo de atividades desse processo inclui um Estudo de Viabilidade Técnica e Legal, que consiste numa análise para verificar a documentação, a legislação sobre uso do solo e parâmetros construtivos no imóvel escolhido. Também é avaliado se o imóvel tem características que atendam ao projeto – como o pé direito ideal, estacionamento ou espaço suficiente para a equipe que trabalhará na unidade.

Na sequência, a equipe de gestão de projetos da JLL desenvolve o projeto-executivo da(s) unidade(s), que detalha todos os aspectos: arquitetura, elétrica, hidráulica, estrutural, sistema de ar condicionado, entre outros. Esse conjunto de projetos é encaminhado para aprovação da prefeitura, do corpo de bombeiros (prevenção de incêndios) e, se for o caso, a outros órgãos ligados a essa atividade.

O cliente recebe, ainda, uma relação de todas as atividades que deverão ser executadas, o que inclui os serviços, as especificações de materiais, fornecimento e instalação de mobiliários e equipamentos padronizados. Essas informações são importantes para a licitação da obra e contratação de uma empresa para as reformas.

Começadas as obras, a equipe de gestão de projetos da JLL atua como “os olhos técnicos” do cliente e faz a integração dos inúmeros fornecedores. Por meio de uma rotina de visitas, acompanha todo o processo, verificando a qualidade do que é feito, controlando os custos, os prazos e os riscos. A JLL faz, ainda, a gestão financeira da obra, monitorando as despesas realizadas e programadas em relação ao orçamento aprovado. Também controla as medições e pagamentos das construtoras e demais fornecedores.

Antes de liberar o imóvel para o uso pelo cliente, a equipe da JLL faz um checklist de tudo o que foi previsto no projeto, desde a infraestrutura para a instalação de equipamentos até a adequação da identidade visual da marca. Por meio de empresas terceirizadas, cuida também da obtenção do “Habite-se” da prefeitura e do AVCB (Auto de Vistoria do Corpo de Bombeiros).

Concluímos nosso papel de gestores, fazendo os pagamentos e fechamento da parte financeira”, diz Greca. Ao cliente, agora, somente resta ocupar o imóvel, inaugurá-lo e fazer bons negócios.

 

Benefícios para o cliente

  • Speed to market – velocidade de implantações e aberturas
  • Padronização
  • Tropicalização dos padrões
  • Integração de inúmeros fornecedores
  • Procurement strategy
  • Ganhos de escala
  • Consolidação de informações
  • Agilidade na alocação e desmobilização de recursos

 

Foto: Divulgação JLL