Crise faz crescer procura por transações de sale & leaseback imobiliário no setor industrial

Leitura de 5min

Sale & Leaseback imobiliário pode ser uma saída em momento de crise.

A atual crise, que fez as empresas ficarem descapitalizadas e sem recursos para investir, ampliou a procura por transações de sale & leaseback imobiliário.

Esse tipo de operação, que inclui a venda de um imóvel e sua subsequente locação ao antigo proprietário, vem sendo bastante demandada por companhias do segmento industrial, atingido em cheio pela desaceleração econômica.

É um negócio vantajoso, uma vez que a empresa consegue obter liquidez imediata com os recursos da venda e ainda se mantém na mesma planta onde, em geral, investiu e possui maquinário e ativos fixos fundamentais à sua operação”, observa Roberto Patiño, diretor de Transações da JLL.

Além de engordar o caixa num momento de escassez de recursos e fechamento de linhas de financiamento tradicionais, a empresa vendedora do imóvel consegue obter vantagens tributárias utilizando sale & leaseback. Ao reduzir o ativo imobilizado do balanço, assume o aluguel como despesa operacional, o que possibilita deduções e ganhos fiscais.

Interesse de investidores

O modelo sale & leaseback também é interessante do ponto de vista de quem compra imóveis tendo como horizonte ganhos de longo prazo.

O investidor que participa desse tipo de operação tem como objetivo alugar o imóvel por um período de pelo menos dez anos. Uma possibilidade natural de saída e liquidez no futuro é a venda do terreno para receber algum empreendimento residencial”, pondera Patiño.

Por essa razão, os imóveis localizados em eixos centrais, na Grande São Paulo e em locais próximos a rodovias, como Barueri e Guarulhos, são os mais cobiçados por investidores.

Foto: Shutterstock/ Don Pablo