Edifício City Tower conquista certificação LEED EB O&M Gold

Leitura de 5min

Administrado pela JLL, desde 2005, edifício carioca tornou-se referência em gestão sustentável.

Localizado no centro da cidade do Rio de Janeiro, o Edifício City Tower é administrado pela JLL desde 2005. Com uma torre de 30 andares, 18.726,71m² de área útil, e cerca de 1800 pessoas circulando diariamente, o edifício não é apenas o endereço de grandes empresas, mas também uma referência em sustentabilidade da cidade carioca. Após receber várias premiações – referente à adoção de medidas que visam preservar os recursos naturais – o City Tower acaba de conquistar a certificação LEED EB O&M Gold, que atesta a eficiência operacional e a manutenção de um edifício cujo resultado contribui para a redução dos impactos ambientais, além de garantir a qualidade de vida dos usuários.

A obtenção do certificado é consequência de um processo contínuo, elaborado de acordo com a realidade do City Tower. Porém, nada seria conquistado sem um elemento indispensável: a dedicação. Alcançar o LEED EB O&M Gold não significa apenas adotar procedimentos sustentáveis, mas, principalmente, conscientizar e envolver os usuários do edifício sobre os benefícios dessa mudança.

Tão importante quanto ter um selo verde de construção é viabilizar a sua continuidade na fase de ocupação do edifício. A redução do consumo de energia, de água, entre outros fatores, gera benefícios a todos os envolvidos: usuários, empresas, administração e proprietário do edifício”, destaca Christiane Durante, gerente de  Infraestrutura de Facilities da JLL, que está à frente do projeto de certificação desde o início.

Segundo ela, a mudança teve início há três anos, com a implantação do Plano de Gerenciamento de Resíduos, uma das diretrizes desenvolvidas pela JLL na área de sustentabilidade, que, com o tempo, foi ganhando dimensão e conscientização até se chegar ao ponto de contratar os serviços de uma empresa de gerenciamento de resíduos responsável pela coleta, seleção e distribuição correta do material reciclado. “Em 2011, foi a vez de economizar energia e águaFizemos um estudo de viabilidade para checar quais pontos deveriam ser aprimorados e o investimento necessário, o que resultou na instalação de medidores de energia elétrica e água. O sistema de automação de controle de luz e de ar-condicionado ficou reduzido para o período das 7h às 19h. A partir desse horário, a empresa deve informar sobre a necessidade de extensão do período, com antecedência”, conta Christiane.

Uma das ações que se tornaram atrativas, foi a transformação da área técnica, instalada na cobertura do edifício, em um telhado verde. O jardim conta com sistema de irrigação automática, que reaproveita a água da chuva, diversas plantas nativas e uso de adubo orgânico. “O City Tower é hoje um cartão de visitas para as empresas instaladas no local, bem como ao seu proprietário e também à JLL. Montamos uma agenda de visitas para estudantes de universidades, clientes das empresas e da JLL, e também para outros prédios ao redor. A procura é grande”, comenta a executiva.

Para conquistar a certificação LEED EB O&M Gold é necessário obter a pontuação estipulada pelo órgão certificador (60 pontos), a partir do cumprimento de vários critérios. Além da implantação bem-sucedida das mudanças, citadas por Christiane, a localização próxima aos diversos meios de transporte também contribuiu com o resultado. “Para identificar a população que vai diariamente ao City Tower, de carro, ônibus ou metrô, desenvolvemos uma pesquisa promovida em locais estratégicos para adesão. Tivemos 80% de respostas, dentre as quais, 76% foram de pessoas que utilizam o transporte público para trabalhar. Também adotamos um site de carona corporativa para quem pretende facilitar a ida e volta das pessoas que utilizam carro”, explica, ao mencionar que a pontuação registrada na certificação atingiu 66 pontos.

Para conseguir a adesão de funcionários, usuários e empresas do City Tower, a JLL desenvolveu peças de comunicação, com destaque para cartazes, banners e, principalmente, um circuito interno de TV, cujos vídeos foram também apresentados aos visitantes do prédio. Christiane conta que todo esse processo auxiliou na disseminação de conhecimento. Como o City Tower fica aberto à visitação pública, sempre com agendamento prévio, as pessoas tem a oportunidade de conhecer o projeto e ser um potencial multiplicador, ao compartilhar esse conhecimento”, diz a executiva.

Especificamente para a JLL, essa iniciativa reforça a importância do trabalho de seu Grupo de Sustentabilidade, que tem aprimorado as ações desenvolvidas pela empresa, além de resultar em reconhecimento público. “A certificação atesta a qualidade da administração operacional do edifício, reforçando os objetivos da JLL. Mas, não paramos por aqui. Este foi o primeiro Certificado LEED EB O&M Gold do Rio de Janeiro e a meta agora é disseminar conhecimento e servir de exemplo para os demais edifícios corporativos. Para isso, vamos intensificar ainda mais nossas ações de Educação Ambiental. São muitos benefícios que agregam valor ao empreendimento com práticas sustentáveis que podem ser adotadas, independente da busca por um certificado”, afirma Christiane.