Fusão de empresas: um novo escritório reflete uma nova cultura

Leitura de 3.5min

JLL atua desde a busca do imóvel ao gerenciamento de todo o processo entre o projeto e a conclusão das obras, incluindo a gestão da mudança com foco no engajamento dos funcionários à nova cultura, fruto desta fusão

A fusão de empresas pode ser muito benéfica para os negócios, uma vez que une forças para que uma companhia maior se desenvolva no mercado. Ainda assim, é um processo com muitos desafios. Do ponto de vista prático, inicia no entendimento de quais serão as premissas que comporão a definição deste novo escritório, como explica Monica Lee, diretora da área de Transações da JLL.

Na fusão, duas culturas geram uma nova. A JLL já acompanhou algumas companhias nesse processo, e é sempre um momento para repensar a cultura organizacional. É natural que haja uma mudança no uso do espaço e a necessidade de organização de um novo escritório”, comenta.

A partir da definição da nova cultura da empresa, começa-se a pensar no novo ambiente de trabalho. Alguns aspectos são observados, segundo Luciana Arouca, gerente de novos negócios da área de Projetos e Obras da JLL:

  • Qual será o tamanho do novo escritório? Um espaço tradicional, com salas para gerentes e diretores, tende a ser maior do que um open space, com estações de trabalho e ambientes compartilhados.
  • Onde será o novo escritório? Antes da fusão, as empresas ocupavam endereços diferentes. A nova empresa pode priorizar o deslocamento dos funcionários ou dos clientes na escolha da nova localização.

A área de Projetos e Obras da JLL atua fortemente desde a fase de planejamento, para entender o objetivo do projeto, para que todos os objetivos sejam devidamente alcançados durante todas as etapas que antecedem a entrega das obras. Saber quais foram os principais drivers da mudança, se haverá quebra de paradigmas ou não – tudo isso norteará a estratégia a ser adotada para implantação do novo escritório, bem como a escolha dos parceiros de arquitetura, de construção e demais fornecedores envolvidos”, afirma Luciana.

Gestão da mudança para o novo escritório

Outro serviço prestado pela JLL que ajuda, e muito, as empresas no processo de fusão é o Change Management, ou Gestão da Mudança. Por meio de um comitê de transformação, envolvendo o CEO, o RH e as principais lideranças da nova empresa, são definidas etapas e ações com o objetivo de engajar todos os colaboradores para dar visibilidade sobre os variados benefícios da mudança para o novo escritório.

Change Management cria processos para que todo o mundo se reconheça na nova estrutura. A insegurança gerada pela mudança é trabalhada em ações pontuais. Há casos, por exemplo, em que o cliente opta, inclusive, por desenvolver um blog interno, no qual mantém atualizadas todas as informações sobre o status do projeto, garantindo que toda a empresa tenha acesso em tempo real às principais decisões tomadas”, diz Luciana.

No caso da JLL, os clientes ainda têm a vantagem de contar com a expertise global da empresa, já que o serviço é liderado pela equipe da Argentina, com suporte local no Brasil.