Em 2011, a líder mundial em embalagens plásticas Hi-Cone, do grupo norte-americano ITW, lançou-se em sua primeira parceria com a JLL ao contratar a consultoria imobiliária para gerenciar a implantação de sua primeira unidade industrial em solo brasileiro.

O gerenciamento do projeto, que contempla a construção de uma fábrica em terreno de nove mil metros quadrados no município de Cabreúva, no interior de São Paulo, está a cargo da área de Gestão de Projetos e Desenvolvimento da JLL Brasil. No último mês de maio, começaram as obras de construção civil.

Estamos com a Hi-Cone desde o início do projeto. A obtenção de licenciamentos para aprovação da obra durou seis meses, um prazo longo, mas conduzimos tudo de forma muito transparente para evitar qualquer tipo de equívoco”, diz Alessandra Arnone, gerente do projeto.

Início da construção

Em maio de 2012, o projeto da fábrica brasileira da Hi-Cone entrou em fase de construção física, com o groundbreaking ceremony no dia 3, em Cabreúva. A cerimônia representou o início da Hi-Cone no Brasil e a retirada da primeira e simbólica pá de terra contou com representantes da ITW Hi-Cone, da JLL e dos empreiteiros envolvidos na obra. A unidade terá 3,5 mil metros quadrados de área construída para acomodar 70 pessoas em três andares – produção, escritórios e mezanino. A previsão é que a unidade esteja operante no começo do ano que vem.

A indústria terá capacidade de atender à demanda do mercado nacional e do Mercosul, sendo responsável pela produção pioneira no Brasil da embalagem mundialmente conhecida como six pack ring carrier, composta por alça e seis anéis de plástico conectados para transporte de latinhas de refrigerante ou cerveja. O produto deve estar disponível para comercialização em 2013.

A excelência em prestação de serviços para o setor imobiliário foi fator determinante na escolha da JLL para gerenciar o projeto da fábrica da Hi-Cone no Brasil”, conta Alessandra Arnone. Para o executivo Barry Dauber, a premissa não poderia ser mais verdadeira. “São profissionais e muito comprometidos em atender às nossas necessidades,” diz ele sobre a equipe de PDS da JLL.

Barry Dauber, gerente geral da Hi-Cone na América Latina, classifica o trabalho da equipe como exemplar. “Assim como em qualquer projeto, experimentamos dificuldades significativas, mas os profissionais da JLL não mediram esforços para solucionar os problemas. Eles realmente nos representaram, de forma muito profissional, com extremo foco”, conta o executivo.

Durante o período dos processos para obtenção das licenças da prefeitura de Cabreúva, do Corpo de Bombeiros e da Companhia de Tecnologia de Saneamento Ambiental (Cetesb), a JLL trabalhou com a Hi-Cone para a identificação e recomendação de empresas de construção. O processo de seleção das construtoras incluiu concorrência com pré-qualificação e recebimento de propostas técnicas. Todo o processo foi conduzido pela JLL, com acompanhamento da Hi-Cone.

Foi um desafio atingir o orçamento, que estava realmente apertado e exigiu sete rodadas de negociações e engenharia de valores”, revela Alessandra.