Com ideias inovadoras e estratégias diferenciadas para reduzir custos e melhorar processos, o trabalho realizado por Rafael Teles, gerente de propriedade da JLL, sua equipe, síndica e proprietário no Rio Office Tower, no Rio de Janeiro, transcendeu os limites do empreendimento e chamou a atenção dos proprietários de edifícios próximos.

Em 2017, a JLL foi convidada pelo proprietário do SGCC Rio Tower Building, de origem chinesa, do ramo de energia, a participar de uma tomada de preços para o serviço de gerenciamento da propriedade.

Ao longo do processo, observamos que um dos itens que pesaram a favor da JLL foi a boa impressão do proprietário em relação à gestão do Rio Office Tower”, lembra Jorge Azevedo, gerente regional de Gerenciamento de Propriedades no Rio.

Também em 2017, a JLL foi convidada a participar de uma tomada de preços para o serviço de gerenciamento de propriedade do Torre Presidente JDK – Leste, um dos mais novos edifícios de alto padrão do centro do Rio de Janeiro, cujo proprietário também foi construtor do Rio Office Tower. Neste processo, foi possível observar que, além de apreciar o modelo operacional do Rio Office Tower, o cliente destacou a postura ética e transparente da equipe JLL com relação aos processos de garantias da obra.

Dessa forma, durante a análise e preparação das propostas, foi elaborada uma estratégia inovadora para que os três clientes pudessem usufruir os benefícios da proximidade física das edificações, aplicando um mesmo conceito de gestão e contando com equipes com técnicas e perfis alinhados entre si.

Sempre que factível, buscamos um modelo de compartilhamento consensual de equipes, equipamentos, backoffice etc., visando à otimização de processos e redução de custos. Isso significa que as equipes, mesmo fisicamente presentes nos seus respectivos empreendimentos e focadas em seus clientes, poderão, dentro dos limites da ética e da segurança da informação assegurados pela JLL, compartilhar boas práticas, estratégias operacionais e otimização de custos”, explica Jorge.

Pensar fora da caixa traz ganhos para todos

Essa nova forma de trabalho ainda está em implantação e um dos primeiros desafios foi sentido na contratação e gestão dos serviços terceirizados, que passaram a considerar uma estratégia pensando em três empreendimentos. A JLL demonstrou às empresas especializadas as vantagens do compartilhamento de procedimentos e recursos em um modelo em que a distância física foi superada.

Por que a gestão do Rio Office Tower chama a atenção

Durante as manifestações no Rio de Janeiro em 2013, para que o empreendimento ficasse mais seguro em eventos dessa natureza, foi desenvolvido um projeto para a instalação de novas portas corrediças metálicas automatizadas, que passaram a integrar a arquitetura da fachada sob a marquise, de forma harmoniosa, para sua proteção. Desde então, outros empreendimentos da região também adotaram essa ideia para modernização de sua estratégia de segurança.