Leitura de 5min

Esse movimento contribuiu para que locais tradicionalmente conhecidos por sua arquitetura clássica, reforçassem os investimentos na manutenção e modernização de suas estruturas.

Nos últimos anos inúmeros novos empreendimentos surgiram no cenário brasileiro, imprimindo – especialmente nas grandes cidades – uma imagem mais arrojada. Esse movimento contribuiu para que locais tradicionalmente conhecidos por sua arquitetura clássica – a exemplo dos edifícios situados no centro de São Paulo – reforçassem os investimentos na manutenção e modernização de suas estruturas, com o intuito principal de não perder valor no mercado. Situação semelhante também foi identificada em prédios não tão antigos com cerca de 15, 20 anos de existência.

Para que tais adaptações sejam implantadas com total segurança e qualidade é necessário, primeiramente, realizar um diagnóstico criterioso de toda estrutura, que aponte não apenas as medidas emergenciais, mas também possibilite desenvolver um plano de investimentos de longo prazo.”

Essa análise criteriosa é feita periodicamente nos empreendimentos para detectar  todas as áreas que exigem reparos. Todas as informações consideradas estratégicas para a valorização do imóvel, por sua vez, constam em um relatório anual entregue ao proprietário do imóvel.

Com esses dados em mãos é possível desenvolver um planejamento pelos próximos cinco anos. Para os proprietários, essa constante atualização do imóvel gera mais competitividade no mercado e, consequentemente, uma valorização no médio e longo prazo. Esta iniciativa é mais um dos serviços oferecidos pela JLL, que oferece ao cliente também  a confiança em uma administração predial competente.

José Roberto Freitas é diretor de Gerenciamento de Propriedades da JLL.