Luz verde para os prédios sustentáveis

Leitura de min

Com a oferta de expertise LEED em gestão de projetos verdes, a área de Gestão de Projetos e Desenvolvimento da Jones Lang LaSalle Brasil agrega mais valor a serviços prestados aos clientes e consolida princípios da construção ecologicamente correta.

A cada dia, o mercado exige profissionais mais competentes e comprometidos com a sustentabilidade, e isso vale em especial no setor imobiliário. Nele, consolida-se o interesse por uma arquitetura inteligente que atenda à agenda sustentável do século 21. Nesse cenário, as propriedades com certificados green building minimizam o consumo de recursos naturais, reduzem custos do ciclo de vida da edificação, melhoram o desempenho ambiental e maximizam saúde e produtividade de seus ocupantes.

Uma das mais importantes certificações do mercado mundial é a Leadership in Energy and Environmental Design, mais conhecida como LEED, conferida pelo US Green Building Certification Institute (GBCI). No Brasil, existem apenas 156 profissionais certificados LEED – entre os quais Andréa Assis, gerente de infraestrutura da área de Gerenciamento de Propriedades, e Denise Reisin, gerente de projetos, também da JLL.

Panorama entrevistou Denise, que recentemente recebeu a certificação LEED Green Associate (Accredited Professional). Confira.

Por que você decidiu fazer o exame para receber a LEED Green Associate?

Eu já conhecia a norma. Trabalho na JLL Brasil desde 2009 como Gerente de Projetos na área de Gestão de Projetos e Desenvolvimento (do inglês Project and Development Services) e tive oportunidade de participar do gerenciamento de vários projetos de arquitetura na área de interiores corporativos, incluindo instituições financeiras, empresas farmacêuticas e de tecnologia. A decisão de me inscrever para a prova surgiu com mais força depois que assisti a uma palestra ministrada pela colega Helee Hillman, da JLL Chicago, aqui em São Paulo.

Como foi isso?

A JLL nos EUA faz certificações, além de oferecer serviço de consultoria aos clientes. A área de sustentabilidade está muito bem desenvolvida em Chicago, então a palestra foi fundamental para que eu ganhasse conhecimento e aprendesse com a expertise de lá. No treinamento, Helee também explicou detalhadamente o que fazer para obter a certificação. Como eu já queria fazer isso, aproveitei o impulso e fui atrás, obtendo a certificação em outubro de 2011.

Vocês já atuaram em algum projeto desse tipo?

A ideia é desenvolver algo em relação à sustentabilidade no futuro próximo. Já gerenciamos projetos que foram certificados LEED na área de Gestão de Projetos e Desenvolvimento, mas nosso trabalho se limitou à gestão.

Qual a relação custo/benefício dos green buildings? Eles são mais caros?

Não necessariamente. Além do valor da locação, construção e certificação, os edifícios sustentáveis e de alto desempenho oferecem economia de até 30% no valor do condomínio, com reduções do consumo de energia, água e custo operacional, segundo o Green Building Council Brasil – GBCB. É importante considerar os custos em longo prazo, analisando o ciclo de vida do prédio. (Conheça o Green Building Council Brasil no Box LEED com Jeitinho Brasileiro).

O que diferencia prédios sustentáveis dos demais, em termos de valor de locação, de ocupação e interesse para investidores?

A área de Representação de Ocupantes e Pesquisa da JLL ainda não aponta ganho de valor quando um edifício é certificado, mas registra que empresas estrangeiras, especialmente aquelas que prezam pela sustentabilidade e cuidados com o meio ambiente, demonstram maior preferência de ocupação por esses tipos de espaço.

É mais difícil atuar em projetos que visam sustentabilidade mas devem preservar prazos e custos acordados desde o princípio com o cliente?

Acredito que o grau de dificuldade é o mesmo em qualquer projeto. O fator determinante é a inclusão do processo de certificação na concepção do projeto.

Qual a importância da certificação LEED para um profissional da JLL?

O LEED Green Associate distingue o profissional como líder e fonte de conhecimento especializado nos princípios da construção sustentável. E isso vem agregar ainda mais expertise ao gerenciamento de projetos que realizamos na área de Gestão de Projetos e Desenvolvimento aqui no Brasil. No mundo, a JLL encerrou 2011 com 1.075 profissionais certificados LEED ou por outros selos. A meta inicial era chegar a número semelhante só no fim de 2012.

O que a empresa ganha tendo profissionais certificados?

Ganhamos valor agregado no serviço aos clientes. Temos muitos clientes multinacionais que se preocupam com o meio ambiente e têm demonstrado interesse em conhecer a certificação LEED e como ela funciona, inclusive em termos de benefícios, investimentos e redução de custos. A JLL não realiza certificação de projetos, mas com uma equipe de profissionais certificados podemos desenvolver e oferecer serviços que vão de consultoria a certificação de prédios. É um mercado muito interessante para se trabalhar.