Marcos arquitetônicos cercados por Mata Atlântica

Leitura de 1min

São Paulo Corporate Towers: Cercado por uma área verde de 19 mil m2, com mais de 170 espécies nativas da Mata Atlântica.

Verdadeiro marco na região, o empreendimento São Paulo Corporate Towers possui duas torres dinâmicas que parecem dançar suavemente, na definição do autor do projeto, Rafael Pelli, do Pelli Clarke Pelli, um dos escritórios de arquitetura mais prestigiados do mundo, que, entre centenas de prêmios, conquistou o American Institute of Architects’s Firm Award, um dos mais importantes na área da arquitetura.

O fato de os dois prédios serem vistos de todas as direções nos levou a desenhar formas esculturais que, ao mesmo tempo, fossem eficientes e práticas. O vidro leve da fachada exterior é visto como fitas que envolvem em espiral os prédios”, diz Rafael Pelli.

De acordo com ele, o projeto foi inspirado na energia, no otimismo e na beleza natural do Brasil e será um símbolo contemporâneo.

Cercado por uma área verde de 19 mil m2, com mais de 170 espécies nativas da Mata Atlântica – num projeto assinado pelo escritório Balmori Associados –, o empreendimento se tornou uma referência em prédios comerciais em São Paulo. Segundo Pelli, ao visitar o local pela primeira vez foi marcante a área verde existente. “Essa impressão nos inspirou a recriar a paisagem de uma forma ainda mais especial. Reintroduzimos a Mata Atlântica, com sua diversidade de plantas.” Para ele, esse é um diferencial que traz conforto e bem-estar aos usuários.