Foto: Luciano Mendes/ Arquitetura em Foco

Foto: Luciano Mendes/ Arquitetura em Foco

Fabricante de 25 marcas líderes de maquiagem e produtos para cabelo e pele, entre outros itens de higiene pessoal e beleza, a L´Oréal Brasil começa o segundo semestre em uma nova sede, na Avenida Barão de Tefé, 27, no centro do Rio de Janeiro. Com 22 andares, o novo escritório corporativo foi construído sob medida, em regime de built-to-suit, para atender às necessidades da empresa, que ocupava um prédio antigo há mais de 40 anos.

A modalidade built-to-suit permite ao futuro ocupante fazer um contrato com um investidor para construir um prédio – seja de escritórios, para uso industrial ou logístico – com características técnicas e de acabamento predefinidas. Em contrapartida, o cliente se compromete a ocupar o imóvel por período igual ou acima de 10 anos, garantindo ao investidor o retorno sobre o investimento.

Para ajudar a L´Oréal a alcançar sua ambição de ter uma sede moderna, dotada da melhor tecnologia de controle e automação e feita com as melhores práticas construtivas, a JLL participou desse empreendimento como responsável pela gestão do projeto.

Atuamos como o fiel da balança. Na modalidade built-to-suit, o contrato é assinado com os requisitos mínimos. Ao longo do desenvolvimento, um de nossos compromissos é garantir o atendimento das necessidades do cliente”, afirma Mário Aragão, diretor de Projetos e Obras da JLL.

Graças à expertise em gestão de projetos, a atuação da equipe da JLL permitiu cumprir rigorosamente o prazo de mudança calculado 30 meses atrás.

Segundo Mário, num projeto dessa magnitude a redução do custo já é um ótimo indicador, mas, nesse caso, o desempenho da JLL na gestão do projeto foi ainda mais expressivo.

Nas fases de assinatura de contrato e planejamento, cerca de quatro anos atrás, bem antes da atual crise, o cenário econômico era totalmente diferente. Claro que previmos oscilações, mas a alteração nas taxas de inflação e do dólar foi brutal. Para não estourar o orçamento, fizemos um trabalho de engenharia de valor, buscando oportunidades de redução de custos, e ainda garantimos o atendimento dos requisitos importantes para o cliente”, explica Mário.

Graças a sua expertise, a JLL agregou valor à nova sede da L´Oréal ao mostrar para o cliente que poderia modernizar seu padrão de escritório. “Chamamos um arquiteto especializado e ajudamos o cliente a repensar o modelo de ocupação. Mesmo no novo escritório, o layout inicial previsto era de um escritório convencional. Vimos que essa era uma ótima oportunidade de propor uma mudança.”

Espaços flexíveis

Na nova sede da empresa, somente o presidente tem sala fechada. Foram criados 10 ambientes de trabalho que favorecem a interação e a flexibilidade, sem estações de trabalho fixas. As salas de reunião têm diversos formatos, conforme o uso.

Foto: Luciano Mendes/ Arquitetura em Foco

Foto: Luciano Mendes/ Arquitetura em Foco

Esses espaços flexíveis seguem um novo conceito de escritórios em que os profissionais são estimulados a se verem e a se comunicarem mais. E a também serem mais criativos, o que gera mais inovação e produtividade para as empresas. Esse perfil criativo, flexível e inovador vai exatamente ao encontro da marca L’Oréal.

Pensando na economia e na sustentabilidade, entre outros avanços em relação ao projeto original, a JLL viabilizou, também sem impacto no custo, a automatização do controle da iluminação e ampliação para 100% do prédio do uso de lâmpadas LED, que inicialmente estavam previstas apenas nas áreas comuns. No aspecto segurança, a instalação de um sistema de prevenção e combate a incêndio com certificação possibilitou reduzir o risco e, consequentemente, levou a uma redução no prêmio do seguro do imóvel.

Leia mais sobre espaços flexíveis aqui. Veja o que a JLL já apresenta em relação a esse novo modelo de espaços de escritórios.

Foto: Luciano Mendes/ Arquitetura em Foco