No caminho certo

Leitura de 6min

Um exemplo é a dimensão e diversidade de seus parques industriais e automotivos, que atingem atualmente tamanhos de pequenas cidades.

O mercado automotivo brasileiro, que segundo o KPMG Global Automotive Executive Survey, passará a disputar o terceiro lugar no ranking setorial mundial em 2016, vem nos últimos anos passando por mudanças tão profundas que os antigos métodos de gestão já não são suficientes para suportar sua expansão. Um exemplo é a dimensão e diversidade de seus parques industriais e automotivos, que atingem atualmente tamanhos de pequenas cidades. Para suportar essas plantas fabris de alta complexidade, a JLL vem aumentando rapidamente sua atuação nos segmentos automotivo e industrial. Hoje, a companhia administra no Brasil áreas em fábricas de automóveis que, somadas, chegam a surpreendentes 4,5 mil quilômetros quadrados de área total, com mais de 1,1 mil metros quadrados construídos e população de 12 mil trabalhadores por dia.

Entre os grandes

Imagem aérea do Complexo Industrial Automotivo da General Motors em Gravataí, no Rio Grande do Sul | Foto: Vitor F. Kalsing

A JLL é uma das maiores gerenciadoras de parques automotivos no Brasil. O primeiro contrato, ainda ativo, foi fechado em 1999 para gerenciamento do Parque Industrial Curitiba (PIC), em São José dos Pinhais, no Paraná. Ocupado pela Volkswagen e 15 fornecedoras de autopeças, o PIC possui 75 mil metros quadrados e uma população fixa de 2 mil pessoas e flutuante de aproximadamente 200 por dia. A JLL administra as áreas comuns do parque, com uma equipe alocada que mantém quase 130 prestadores de serviços, como segurança, limpeza, manutenção, transporte, restaurante, lanchonete e ambulatório, sob gestão. Pela eficiência das ações para o desenvolvimento de melhores práticas no parque, o trabalho rendeu à JLL o prêmio ‘Melhores do Ano’, em 2010, da Associação Brasileira de Facilities (Abrafac).

Em 2007, a General Motors entrou pela segunda vez para a carteira de clientes da JLL, que passou a cuidar do Complexo Industrial Automotivo (CIAG) de Gravataí, no Rio Grande do Sul. Com 940 mil metros quadrados de área construída em um terreno de 1,3 milhão de metros quadrados, o parque é composto pela GM e mais 18 fabricantes de peças automotivas, com população fixa de aproximadamente 7,2 mil pessoas e flutuante de 400. A área de Gerenciamento de Propriedades da JLL realizou a implantação do Plano de Gestão Ambiental com certificação ISO 14001, ficando a cargo também dos serviços de manutenção e iluminação das vias, limpeza e ajardinamento, vigilância patrimonial, bombeiros industriais, transporte interno e manutenção de áreas comuns, entre outros, além do desenvolvimento de todos os procedimentos operacionais, administrativos e de apoio.

Abrindo o leque

Desde abril de 2012, a JLL é responsável pelo gerenciamento do Centro Logístico Viracopos, recém adquirido pelo Grupo Savoy, em Campinas, no interior de São Paulo. O parque possui aproximadamente 1 milhão de metros quadrados de terreno, sendo 127 mil metros quadrados de área construída. “A equipe já está in loco para a gestão financeira e condominial do empreendimento, que contempla serviços de segurança, bombeiros, jardinagem, limpeza, manutenção e tratamento de efluentes nas áreas comuns do parque”, afirma Denilson Borbarelli, gerente de Infraestrutura da JLL.

Além do complexo industrial, o terreno engloba chácara, restaurante, showroom para eventos e um clube. Em média, 2,6 mil pessoas trabalham dentro do parque.

Nossa equipe já está realizando uma série de estruturações e mudanças de conceitos para as novas empresas que se instalarão no parque”, diz Borbarelli.

O Grupo Savoy, um dos principais grupos na área imobiliária nacional realiza a gestão de suas propriedades e shoppings. Desta vez, porém, contou com a JLL na gestão do parque em Campinas. Fábio Martins, diretor de Gerenciamento de Propriedades da JLL, explica: “a Savoy tem uma grande tradição no setor imobiliário brasileiro e na gestão de suas propriedades, por isso é tão importante para nós que tenha escolhido a JLL para gerenciar um de seus empreendimentos.”

Para José Roberto de Freitas, diretor da JLL, o know how de mais de 15 anos em gestão de propriedades tem trazido muitas oportunidades atualmente.

Chegamos a um nível de excelência na operação e entrega de serviços em gestão de parques industriais e automotivos”, revela o executivo. “Hoje, somos muito consultados pelo mercado.”

Em recentes pesquisas de satisfação de clientes realizadas pela JLL Brasil, a área de Gerenciamento de Propriedades obteve média 4,2 em uma escala de 0 a 5 pontos.