Produtividade pura e simples

Leitura de 5min

As pesquisas mostram que os escritórios colaborativos e sustentáveis têm despertado crescente interesse em companhias que procuram aumentar a produtividade e a cultura moral corporativa.

Estudos do Instituto Ethisphere e da JLL revelam que empresas que utilizam escritórios mais abertos, inclusive com possibilidade de trabalho em esquema home office, ganham maior desempenho na utilização de seus espaços físicos e funcionários bem mais engajados e produtivos, além de uma significativa redução dos índices de violações éticas no ambiente de trabalho.

As pesquisas também mostram que os escritórios colaborativos e sustentáveis têm despertado crescente interesse em companhias que procuram aumentar a produtividade e a cultura moral corporativa, ao mesmo tempo em que querem reduzir custos e impactos ao meio ambiente associados a construções superdimensionadas.

Um levantamento da publicação Global Market Perspective realizado no segundo trimestre de 2011 aponta ainda que as empresas estão adotando posturas mais estratégicas em relação à ocupação de espaços de trabalho. Elas vêm investindo em ações para repensar e remodelar escritórios, levando em consideração não apenas custos envolvidos, mas também fatores como reforço da marca, sustentabilidade, atração e retenção de talentos.