Saiba como escolher o lugar certo para o seu escritório

Leitura de 5min

Oferta de transportes e serviços, orçamento e perfil da região impactam no dia a dia das empresas. Portanto, possuir informações confiáveis é essencial para a tomada de decisão

Escolher o lugar certo para o novo escritório da sua empresa é uma decisão que envolve analisar conjuntamente muitos critérios, como orçamento, proximidade com modais de transporte público e com clientes e parceiros, oferta de serviços no entorno e a imagem corporativa desejada.

Metrópoles como São Paulo têm regiões com perfis distintos, que atendem a diferentes demandas. Há áreas já consolidadas, com farta oferta de serviços nos arredores, mas pouca disponibilidade e altos preços, enquanto novas regiões, com recentes investimentos em infraestrutura, oferecem excelentes prédios recém-entregues e maior flexibilidade nas condições de negociação.

Mas, com tantas variáveis, como escolher o lugar certo para o novo escritório de forma assertiva? Contando com um embasamento confiável e a consultoria de uma empresa experiente, como explica Júlia Ramos Polli, analista da área de Transações da JLL.

Não existem regiões melhores ou piores. O importante é analisarmos as que mais se adequam à necessidade do cliente. A equipe JLL fornece todas as ferramentas para uma análise cuidadosa, com dados de mercado atualizados, comparativos entre regiões, condições praticadas, todas as ofertas disponíveis e alertas sobre riscos, proporcionando orientação ao cliente em todas as etapas do processo”, afirma.

A tabela a seguir exemplifica bem o equilíbrio entre os pontos fortes e fracos de algumas regiões de escritórios em São Paulo:

planilha-do-ebook

Lugar certo depende do objetivo do novo escritório

Priorizar um fator em detrimento de outro é parte do processo. Por isso, deve-se ter em mente o objetivo da empresa com a mudança para um novo escritório. “É necessário analisar cada fator com a devida importância e cautela, pois interferem na rotina da empresa, na operação do negócio e no conforto dos funcionários”, indica Júlia Polli.

As análises consideram não só o momento atual do mercado imobiliário, mas também perspectivas futuras, o que ajuda a evitar surpresas como necessidades de rescisões antecipadas do contrato, insatisfação dos funcionários e gastos excessivos com o espaço. A consultoria profissional identifica oportunidades com melhor custo-benefício e recomenda as opções mais adequadas, desde o estudo até as fases de negociação e mudança.

Conheça um pouco da visão 360º praticada pela JLL:

  • Visão de marketing: a localização do escritório deve espelhar o modelo de negócio, o posicionamento da empresa e a imagem que ela deseja transmitir ao mercado.
  • Visão de RH: pode ainda incluir o cálculo de tempo de percurso dos funcionários, mapeamento de facilidades na região e soluções em layout e modelos de escritórios.
  • Visão operacional estratégica: abrangência da localização de concorrentes, clientes e fornecedores.
  • Visão financeira: mapeamento das melhores oportunidades disponíveis, considerando necessidades atuais e futuras.

Além dos subsídios para escolher o lugar certo para atender às principais necessidades da empresa, a vantagem de contar com um intermediador para encontrar o novo escritório é poder confiar em uma análise completa, levando-se em conta todos os detalhes e variáveis, diz a especialista da JLL.

Buscamos ponderar adequadamente as peculiaridades de cada demanda e os fatores condicionantes na escolha do espaço, considerando todas as necessidades da empresa a curto e longo prazos”, comenta Júlia Polli.

Outro benefício é poder contar com uma solução completa, que não termina na assinatura do contrato de locação, conforme aponta André Romano, da área de Pesquisa e Inteligência de Mercado da JLL.

“O que diferencia a consultoria de uma imobiliária comum é a oferta de soluções integradas, que começam na escolha do local, seguem na negociação com proprietário, passam por supervisão de projetos e obras chegam até a gestão de facilities”, declara Romano.