Santos é novo polo de investimentos imobiliários de São Paulo

Leitura de 6min

Assim como Santos, cidades ao redor, a exemplo de Praia Grande, São Vicente, Guarujá, Cubatão e Bertioga, tendem a se desenvolver com a mesma velocidade.

Projeto do Edifício Oceanic Santos, localizado no bairro José Menino em Santos | Foto: Maíra Acayaba

Metrópole da Baixada Santista – localizada na região litorânea  de São Paulo – e sede do maior porto da América Latina, a cidade de Santos hoje conta com mais de 400 mil habitantes, representa 2,4% do PIB do estado, sendo o 20º maior PIB do Brasil. A descrição, destaque na Pesquisa Imobiliária – Santos, conduzida pela área de Pesquisa e Inteligência de Mercado da JLL, revela o panorama de um dos locais com maior potencial de desenvolvimento imobiliário nos próximos anos.

Um dos fatores que estimularam esse movimento foi a divulgação dos investimentos da Petrobras na região – incentivados pelas descobertas do pré-sal –, além do impulso à construção naval e os planos de criação de novos terminais portuários.

Até 2015, está prevista a geração de 130 mil postos de trabalho diretos, na fase de implantação, e 71 mil, no período de operação, pelos setores de petróleo e portuário, que provocará um aumento na demanda por prédios comerciais e residenciais. Os recursos destinados aos dois segmentos deverão corresponder a R$ 176 bilhões,”disse Marcelo Sasaki, gerente da JLL.

Assim como Santos, cidades ao redor, a exemplo de Praia Grande, São Vicente, Guarujá, Cubatão e Bertioga, tendem a se desenvolver com a mesma velocidade. Localizada a 17 km do Porto de Santos, a Praia Grande abrigará um aeroporto, enquanto no Guarujá será construído um túnel com 900 metros de extensão, ligando a cidade a Santos. A implantação de um sistema de veículo leve sobre trilhos (VLT), entre o bairro de Valongo (Santos) e a Ponte dos Barreiros (São Vicente), a ampliação do porto e a revitalização do cais do Valongo são outros projetos que prometem transformar o cenário da Baixada Santista nos próximos anos.

Para se ter ideia, a estratégia desenvolvida somente para o Porto de Valongo inclui a implantação de um terminal de passageiros que atenderá 12 mil turistas/dia, escritórios de turismo e de autoridades públicas, um centro científico oceanográfico da USP, lojas, restaurantes, marina, uma área para exposições e um hotel de luxo.

Também está prevista a construção da base da Petrobras em Valongo, que gerará 1,2 mil postos de trabalho durante esse período e seis mil postos de trabalho diretos até 2017. Atualmente, há 1,3 mil funcionários da empresa locados em terra e três mil offshore,” disse Sasaki.

Alinhada a essa tendência, a JLL acompanha o crescimento desse mercado. Resultado da parceria entre a Harte Realty e a Oásis, o prédio comercial de alto padrão Oceanic Santos hoje conta com a consultoria imobiliária da empresa nos processos de locação e administração. Com 16 m2 da área construída, o empreendimento, sediado no bairro José Menino, tem 8,5 mil m2 de espaço disponível para escritórios. Para atender às necessidades das empresas instaladas ou que pretendem se instalar na região – especialmente as dos setores de óleo e gás, energia, comércio exterior, entre outras – o edifício oferece total infraestrutura, com destaque para o piso elevado, sistema de ar-condicionado, forro modular com luminárias, gerador para áreas comuns e privativas, cinco elevadores e 170 vagas na garagem.