São Cristóvão vive processo de modernização e atrai empreendedores

Leitura de 5min

O Rio de Janeiro investe na recuperação da região central e localidades próximas. Com essa mudança de cenário, impulsiona o desenvolvimento do setor imobiliário da cidade.

Investimentos em infraestrutura, transporte e urbanização estão contribuindo para a mudança da imagem do estado do Rio de Janeiro. Uma realidade também motivada pela realização da Copa do Mundo de 2014 e dos eventos esportivos de 2016. Revelando seu potencial em diversos setores da economia, o Rio recupera sua importância no segmento imobiliário. Hoje não é difícil encontrar na região central da capital imóveis com o valor por metro quadrado bem acima da média do mercado. Fator que contribui também para a valorização de áreas próximas ao centro, da zona portuária ao bairro de São Cristóvão, na Zona Norte.

Vista de São Cristóvão | Cadu Cardoso/PhotoComTato

São Cristóvão passa atualmente por um verdadeiro processo de revitalização, resultado do Plano de Reabilitação Integrada do Bairro Imperial de São Cristóvão, desenvolvido pela prefeitura.

 

O projeto busca melhorar a ligação com a Avenida Brasil e a Linha Vermelha e entre as ruas de grande importância na região; construir uma passarela climatizada, com escada rolante, o que permitirá o acesso à estação do metrô; facilitar o acesso ao trem-bala Rio-São Paulo pela estação Leopoldina; erguer uma praça, na rótula entre as ruas São Cristóvão e Pedro II; além de incentivar o lançamento de empreendimentos residenciais, aproveitando o Projeto de Estruturação Urbana.”

Dados da Associação dos Dirigentes do Mercado Imobiliário (Ademi), por sua vez, preveem que, em 20 anos, 20 mil novas unidades residenciais serão construídas na região do Centro, Cidade Nova e São Cristóvão, uma média de 1000 por ano. A demanda por imóveis comerciais também é alta. Segundo José Conde Caldas, presidente da Ademi, 24 projetos na área do Cais do Porto estão em fase de aprovação, enquanto centenas de salas comerciais estão sendo construídas na região. Os investimentos não param por aí. Por meio de uma comissão, formada pela entidade e mais 11 instituições locais, a iluminação do entorno da Quinta da Boa Vista, em São Cristóvão, foi recuperada em 2010. A Secretaria de Conservação e Serviços Públicos, por meio da Rioluz, inaugurou uma nova iluminação cenográfica na entrada do Jardim Zoológico em 2011.

São iniciativas como essas que estimulam a revitalização imobiliária do Rio de Janeiro, contribuindo para o desenvolvimento do estado como um todo e com o aumento no número de negócios de empresas que atuam no setor, a exemplo da JLL.”

A modernização de São Cristovão é um dos exemplos bem-sucedidos de investimento no Rio, sendo hoje um local atrativo para empresas que pretendem atuar no estado e estão à procura de imóveis de padrão diferenciados sem os custos do Centro, com boa localização e facilidades de acesso ao centro e às vias que levam a outros bairros da cidade.